domingo, 18 de julho de 2010

maybe...

e talvez ela realmente seja antipática e sem paciência.
talvez ela não distribua sorrisos, talvez ela não seja tão agradável.
talvez ela faça questão de manter sempre a imagem de mulher determinada.
e talvez ela realmente seja, e por que não?
talvez ela não seja tão forte quanto parece.
ela chora, grita, fecha a cara, só responde quando quer, surta ...
e que mal há nisso? afinal, todos nós temos um pouco de loucura.
e talvez a frieza esteja relacionada à decepções do passado, às surras que a vida tenha lhe dado.
afinal, cada um cuida das suas feridas do jeito que acha melhor.
e o que os outros não sabem é que por trás de tudo isso...
lá no fundo, existe uma menina que tem medo, 
que não sabe lidar com a insegurança...
e dentro desse coração há feridas, há mágoas...
mas ainda assim, lá no fundo, há uma menina frágil.
o problema é que as pessoas não procuram saber o que se passa dentro de nós.
até porque, quem vai se importar né?
afinal, é muito mais fácil julgar sem conhecer.
nem sempre as coisas são como parecem ser.

                                           por: yasmin sales

8 comentários:

Christine Wengrzynek disse...

Gostei do texto, mesmo *-* me identifiquei com ele, e eu gosto quando isso acontece hm'
Parabéns pelo blog ;D

http://cgw-sonhoperdido.blogspot.com/

Wander Shirukaya disse...

Pois é, vc disse tudo. Conheçamos então esta menina.

Ana Carolina Lima Da Rosa disse...

Gostei do texto.
er as vezes aquilo,que parece tão forte para as pessoas
para nós pode ser totalmente ao contrario.
e também quem se importa realmente com o que aquela pessoa pensa.
ou o que esta acontecendo com ela.
acham muito mais facil,julgar sem conhecer ao menos nunca ter falado uma palavra se quer.

Gil disse...

Muito bom...
vc se expressa muito bem...
É,vivemos no anseio de sermos vistos pela essência,neste mundo onde tudo é julgado pela aparencia...

Paloma disse...

Às vezes as pessoas simplesmente podem ter medo de se aproximar. Eu sei como é, eu também sou assim, mas estou tentando mudar, melhorar. Eu não quero mais afastar as pessoas de mim, e hoje eu reconheço que talvez eu faça isso sem perceber.
Gostei do texto, pelo menos em algum lugar a gente consegue se mostrar de verdade, né?
Beijos

Thizi disse...

são os talvez que craim a pessoa em nossa mente e nos faz querer conhece-la.

Nayara Almendro disse...

Que texto lindo Amiga!
continue assim!
beijão

Daysinha Lima...Delirios da Dayse disse...

oI fLOR ACHEI VC EM COMUNIDADE DO ORKUT.
E JÁ ESTOU TE SEGUINDO
SE PUDER ME SEGUE TAMBÉM.

Beijinhos